07 junho 2009

Espetáculo “Com-Fluência” une Culturas.

. 07 junho 2009

No próximo dia 20, o Departamento Municipal de Cultura de Andradina, em parceria com a Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo, recebe o espetáculo de dança “Com-Fluência”. O espetáculo, que se destaca em território nacional, tem por objetivo proporcionar ao público a junção de manifestações culturais distintas, como a Dança indiana, árabe e espanhola. A apresentação será realizada no Centro Cultural, às 20 horas.

No mesmo dia, às 11 horas, os integrantes do espetáculo ministrarão uma palestra direcionada ao público da dança local, abrindo discussões sobre a dança, expressão na arte nacional e os desafios em se gerir um grande espetáculo. De acordo com o Diretor Municipal de Cultura, Fernando Magno, trazer bailarinos de grande porte à Andradina, como as integrantes do Com-Fluência, além de estimular a produção municipal, mostra aos nossos bailarinos por quais caminhos percorrer para o reconhecimento nacional e a melhora nas técnicas utilizadas. “Este contato direto que vai ser vivenciado por nossos bailarinos durante a palestra, é fundamental para que todos possamos reconhecer o esforço físico e emocional de cada bailarino, mas também compreendendo que todo caminho é possível para nossos artistas”, comenta o Diretor. A palestra também será realizada no Centro Cultural de Andradina.

O ESPETÁCULO

No palco, as bailarinas Sônia Galvão, Betty Gervitz, Deborah Nefussi, Cíntia Toma Kawahara e Maria Inês Moane, acompanhadas da cantora Sonia Mindlin, representam as culturas indianas, espanholas e árabes. Em busca de paralelo entre as confluências entre, as danças as atrizes utilizam de máxima expressão corporal no envolvimento com o público.

A peça inicia com coreografia da bailarina Sônia Galvão; que percorre por milenares danças clássicas indianas, como a Odissí, que focam a coreografia em detalhes das mãos, da percussão dos pés e o movimento dos olhos. A expressão corporal árabe, com seu movimento sinuoso e centrado no quadril, é encenada nas coreografias de Betty Gervitz, especializada em danças orientais. Deborah Nefussi, artista de flamenco e diretora do grupo Raies, dispõe os ritmos hispânicos sob batidas de castanholas. As apresentações são acompanhadas pelas vozes de Cíntia Toma Kawahara e Maria Inês Moane. A apresentação se divide em solo, grupo, percussão e canto. “São várias coreografias com o recheio de uma coisa ou de outra. A parte final une os três etilos numa coreografia que respeita as características de cada dança, mas promove a junção dos três ritmos.

O espetáculo tem por objetivo levar ao público um olhar apurado sobre a dança, mostrando que é possível encontrar uma língua universal entre os povos, um código fonte que não é falado, mas sim sentido e expresso na forma de dança.
Ambos os eventos são gratuitos. Centro Cultural fica localizado na antiga estação ferroviária de Andradina, da Av. Barão do Rio Branco, próximo à rodoviária. Mais informações pelo telefone
(18) 3723-4877.

Por Thaís Arnaut

1 xícaras tomadas.:

PanPum Flûor disse...

cara q legal, parece ser muito bom.

pena q aqui na minha cidade nem tem esse fundo de cultura --'

e olha q é capital --'
mas parece ser muito bom :D


adorei o blog e ideia, parabens :*