15 agosto 2009

"Força G": Cobaias em ação!

. 15 agosto 2009


O produtor Jerry Bruckheimer é craque: na TV, é o nome por trás de séries bacanas como “CSI”, “Whitout a Trace” e “Cold Case”; no cinema, assinou a cinessérie “Piratas do Caribe” e “Pear Harbor”. Então, preste atenção nestes porquinhos-da-índia: eles têm mais a oferecer do que uma simples comédia familiar. É “Força G”, que entra em cartaz neste final de semana no circuito nacional de cinema.

O longa mescla personagens animados com atores reais para contar a história da Força G, um grupo de espionagem montado pelo governo americano que forma um esquadrão de elite munido dos mais modernos equipamentos. Sua missão é investigar Leonard Saber (Bill Nighy), um empresário que criou equipamentos que podem destruir o planeta. Nada muito diferente de qualquer saga de espiões, se não fosse um pequeno detalhe (e a redundância é proposital): o esquadrão é formado por cobaias de laboratório.

Darwin lidera o grupo, que conta com o especialista em armas Blaster; o lutador de artes marciais Juarez; a mosca Mooch, que trabalha reconhecendo terrenos; e a toupeira Speckles, especialista em informática. Porém, o governo decide fechar o programa. Assim, o criador Dr. Ben Kendall (Zach Galifianakis) os manda de volta à vida civil e a Força G vai parar num petshop. Mas será por pouco tempo.

“Força G” tem efeitos visuais de tirar o fôlego. Seu diretor, Hoyt Yeatman, é especialista em efeitos especiais. E o elenco de vozes dos personagens animados é outro espetáculo à parte: Nicolas Cage, Sam Rockwell, Jon Favreau, Penélope Cruz e Tracy Morgan.

Mas as estreias da semana ainda incluem um drama nacional e uma comédia de Sacha Baron Cohen. Este último é “Brüno”, que conta a história de um fashionista da Áustria que sofre uma reviravolta na vida e decide se mudar para Los Angeles. Ele vai andar por vários lugares do mundo destilando o seu veneno e fazendo uma bela crítica ao culto desenfreado às celebridades. Se você gostou de “Borat”, não deve perder “Brüno”, dirigido por Larry Charles.

Já o drama nacional é “Tempos de Paz”, longa baseado na peça “Novas Diretrizes em Tempos de Paz”, de Bosco Brasil. Na trama, Segismundo (Tony Ramos) é um ex-oficial da polícia política do governo de Getúlio Vargas e um ex-torturador frio. Tempos depois, vira chefe na área de imigração, na Alfândega do Rio de Janeiro, e tem a missão de evitar a entrada de nazistas. Lá cruza com o polonês Clausewitz (Dan Stulbach), suspeito de ser um espião nazista. O polonês terá que convencer Segismundo de que não é um seguidor de Hitler. Direção de Daniel Filho.

André Santana

5 xícaras tomadas.:

Arthur A. Melo. disse...

Cara C.S.I eu conheço e é muito massa.
se as outras forem boas assim.

Arthur A. Melo. disse...

sim e pode copiar a camisa kkkkkkk

O mundo de cada um disse...

Estou louco para ver esse filme, mais ainda depois de ler essa postagem.

Cleber_mc disse...

Um amigo viu o trailer desse filme força G, disse que é show! Obrigado pelas dicas, meus parabéns pela valorização do cinema nacional.

Ganhou um seguidor, aliás vou transmitir para toda equipe de nosso blog, qualquer hora passe por lá...

tremdoydo.blogspot.com

Uma excelente semana a todos que acessam o cafe_expresso!

Só Para Ela's disse...

Concordo com o arthue amo C.S.I, vlw pela dica vo ve se passo no cinema ainda essa semana!
=D
Parabens pelo blog, tu ta arrasando..
------------
http://so-para-elas-blog.blogspot.com/