30 janeiro 2010

Mandela prega a paz em "Invictus"

. 30 janeiro 2010


Clint Eastwood é um dos mais importantes diretores do cinema mundial e em seu novo filme, "Invictus", ele mostra por que. Trata-se de um belo longa sobre um momento da trajetória de Nelson Mandela. Mais que uma biografia, o filme discute as possibilidades de igualdade racial.

"Invictus" acompanha o período em que Nelson Mandela (Morgan Freeman) sai da prisão em 1990, torna-se presidente em 1994 e os anos subsequentes. Na tentativa de diminuir a segregação racial na África do Sul, o rugby é utilizado para tentar amenizar o fosso entre negros e brancos, fomentado por quase 40 anos. O jogador Francois Pienaar (Matt Damon) é o capitão do time e será o principal parceiro de Mandela na empreitada.

Mandela assume o governo da África do Sul rodeado pela violência, desemprego, pobreza, desvalorização da moeda e, principalmente, um ódio racista entre brancos e negros recém-saídos do regime do Apartheid, que transformou a África do Sul em vergonha mundial. Sua primeira posição como presidente é combater o ódio. Não pela força, mas buscando uma maneira prática de se buscar o perdão e se descobrir a igualdade do ser humano. Descoberta essa que se dará justamente pelo incentivo ao rugby, esporte capaz de unir brancos e negros em busca de tempos de tolerância e paz.

Mais um belo filme de Clint Eastwood, com mais uma brilhante performance de Morgan Freeman, simplesmente impecável como Mandela. "Invictus" entrou em circuito nacional de cinema na última sexta-feira, 29, e é um filme ótimo para refletir e se emocionar.

André Santana
(com informações do Cineclick)

2 xícaras tomadas.:

Shilola disse...

Boa dica Deco!
Vou marcar na minha agenda! ;)
Valeu,
Carol

Mariane disse...

Olá...

Apreciei muito esse café... Já levei um pouquinho dele para o meu espaço linkando ele por lá e já sou seguidora...

Abraços...bom dia!!!